Tumgir
#Modelos favoritas
onthecoverofamagazine · 13 days ago
Photo
Tumblr media
Shalom Harlow, 1992
Foto: Bruce Weber
217 notes · View notes
candaceparkers · a year ago
Text
Tumblr media
8 notes · View notes
gibigirls · 2 months ago
Photo
Tumblr media
Modelo Oficial @jessicajudithgibi . Photo by 📸 @regesvasconcelosfotografo . Curta, comente e compartilhe suas modelos favoritas! . Sigam as páginas parceiras @inkedmodelsbr @gibiboysbr @tattooplacebr . Siga tambem @gibigirlstattooawards, Festival de Tattoo Online, somente para Mulheres, que vai acontecer nos dias 15, 16 e 17 de julho, não fique de fora e faça sua inscrição através do WhatsApp 👉 (11) 93277-3846 👈 #gibigirls #gibigirlstattooawards #tattooplace #tattoogirls #tattooedwomen #tattoomodels #altgirl #inkedmodel #girlwithtattoos #inkedmodelsbr #tattooedgirls #inked #girlswithtattoos https://www.instagram.com/p/CeH4zqaApcV/?igshid=NGJjMDIxMWI=
21 notes · View notes
bts-scenarios-br · 5 months ago
Text
Imagine Kim Taehyung - All I Want for Christmas is... a new family?
Tumblr media
Gên: feminino
Temas: fofo
Contagem de palavras: 2k
Sinopse: Conhecer os pais do seu namorado já é algo confuso por natureza, então, será que decidir fazer isso bem nas festas de Natal da família foi uma boa decisão? Será que cair de paraquedas no meio dos Kim foi algo bom? E, o principal, será que sua sogra está realmente apenas ocupada com tudo e todos, ou suas paranoias se tornaram reais e sua presença não a encantou tanto como gostaria?
Avisos: nenhum
Nota: Oi k o gente, esse imagine é com temática de natal hihihih sim, eu sei que estamos em fevereiro, e eu comecei a escrever perto do Natal mas aconteceu uma série de coisas que enfim não consegui terminar a tempo. Então aqui está, no dia nove de fevereiro de 2022, meu especial de Natal de 2021, porque a vida é assim inesperada e espontânea. Desorganização minha? Não. Apenas estou preparando vocês para o mundo real, lá fora é assustador e impetuoso, então me agradeçam. Espero que gostem, e me desculpe por qualquer erro! Até mais!!
Tumblr media
O Natal era, de longe, uma das suas datas favoritas no ano. Algo sobre os presentes, as comidas gostosas, o tempo em família e as tradições locais te encantava no feriado, e se sentia mágica durante os dias, querendo aproveitar cada coisinha que conseguia. 
Acontece que, esse ano, seria um pouco diferente. Já fazia um tempo que não passava mais todas as festas com a sua família, porque havia se mudado por conta da sua carreira há anos. Porém, nesse meio tempo, você conheceu alguém que mudou completamente seus dias monótonos e solitários no país estrangeiro: Kim Taehyung. 
O Idol de fama mundial que tinha milhares de pessoas apaixonadas por ele havia cruzado o caminho com o seu por acaso, quando passaram as férias em uma mesma pousada numa cidadezinha. Os dias foram poucos, mas suficientes para que ele se encantasse por você. Sua animação com o lugar e as atividades, sua simpatia com os demais hóspedes e o quão bem tratava os donos e funcionários o deixaram completamente apaixonado pelo seu jeitinho. E, claro… você era linda. 
Por quatro dias seguidos ele apenas te observou de longe. Trocando palavras curtas apenas quando se cruzavam durante as refeições ou nos corredores, ele não havia tido coragem de te abordar de fato. Foi só no último dia de viagem, quando você estava tomando café da manhã sozinha em uma mesa e observando o lado de fora, foi que deixou o receio de lado e se sentou com você para lhe fazer companhia. 
"Aqui tá ocupado?" Ele perguntou, apontando para a cadeira na sua frente. 
"Não está não!" Respondeu, com um sorriso. "Quer sentar aí?" 
"Sim." Ele sorriu também, se acomodando. "Meu nome é Taehyung, aliás." Disse, estendendo a mão para você e te fazendo rir de leve. 
"É, eu tava me perguntando se eu tava alucinando ou se era você mesmo." Ele ergueu as sobrancelhas de leve, e você riu de novo. "Não sei se você sabe, mas é bem conhecido por aí."
"Ah é?" Ele perguntou divertido, e você concordou com a cabeça. "Que estranho, por que será?" 
"Então…" Entrou na brincadeira, fingindo pensar. "Tem uma galera aí que gosta dos seus amigos, eu acho." Falou, fazendo ele rir. "Dizem que são bem bonitos, vocês são o que? Modelos?"
E foi assim que vocês deram início ao que, alguns poucos meses depois, se tornaria um relacionamento lindo. Sim, tinham suas dificuldades, mas tudo valia a pena apenas pelo amor, carinho e respeito que tinham um pelo outro. 
O que traz a gente para o que estava prestes a acontecer: você passar o Natal com a família dele. 
Tinha tanta coisa te deixando nervosa que você nem sabia por onde começar. Em primeiro lugar, você tinha quase certeza que havia desprendido a conhecer pais. Fazia tanto tempo que não namorava que não fazia mínima ideia de como impressionar os pais da outra pessoa. Deveria ser humilde e quieta? Mostrar que era foda e sociável? Ou fazer um charme misterioso e não deixar que te conhecessem tanto de primeira? E tem mais! Como que são os costumes coreanos?? Por que, vamos lá, as chances de ser uma ceia caótica cheia de comida, cerveja, música raiz e muito, mas muito doce como eram as da sua casa, eram bem baixas. Você tem plena consciência de que é diferente do Brasil, mas, o quão diferente que é?
"É sério, jagi, não precisa ficar nervosa, eu tô te falando." O Tae falou enquanto terminavam de colocar as malas e presentes no carro. "Eles já te amam sem te conhecer, minha família inteira!" Segurou nos seus ombros depois de fechar a porta traseira. "E sabem que você não é coreana, então não vão se importar se não souber exatamente como funciona tudo lá em casa." Arrumou seu cabelo, dando um sorriso doce. "Você ainda tem muito tempo pra se adaptar à família." 
As palavras dele foram doces o suficiente para te acalmar pelo menos o necessário para conseguir entrar no carro. Tá, ainda estava nervosa. Bem nervosa. Mas, e se ele tiver certo? E se realmente, a família dele for boa o suficiente para relevar qualquer erro que possa cometer? Quer dizer, era a família dele, no final das contas. Esse ser humano incrível por quem você se apaixonou foi criado por eles, não têm como serem tão ruins assim. 
Tumblr media
Ele estacionou o carro depois de horas dirigindo sem pausas. Você até ofereceu para pegar o volante, mas queriam chegar ao destino o mais rápido possível, e paradas apenas iriam os atrasar mais, por isso as evitaram o máximo possível. 
Antes mesmo de saírem do veículo já notaram a movimentação na casa. As crianças da família estavam do lado de fora, brincando com uma bola de futebol, e também podiam ver algumas das mulheres aparecendo na porta de tempos em tempos para verificar se estava tudo bem. 
Vocês desceram e você não pôde não achar estranho como ninguém os recebeu na porta, apenas pegaram as malas e entraram, indo direto para um dos quartos. Claro, as crianças pararam para cumprimentar vocês do lado de fora (o Tae é muito querido por elas, e já parecem gostar bastante de você também!), e quando alguém esbarrava com vocês no caminho também lhes dava as boas vindas, dizendo o quanto sentia falta do Tae e que era um prazer conhecer você. 
Mas quem queremos enganar, você estava chateada mesmo porque os pais dele não apareceram. Mas talvez isso tivesse sido bom, para você parar de pensar que deveria ter tratamento especial. 
Tumblr media
Já se passava das seis da tarde, e estava tudo um caos. Crianças gritando, homens conversando alto, e mulheres trabalhando. Você não pode deixar de se sentir levemente incomodada por ver essa distribuição de papéis patriarcal, mas já era algo que sabia.
Estava sentada no chão do lado de fora, encapotada por conta do frio e observando o jogo de futebol adaptado que as crianças estavam fazendo. 
"Noona!" O irmão caçula do Tae te chamou. "Você é brasileira, a gente tá jogando certo?" 
Você não pode conter a risada pelo estereótipo clássico. 
"Sim, vocês estão ótimos!" Respondeu, sorrindo quando viu o orgulho deles. 
"Eles estão uma droga, não estão?" A prima do Tae, que estava te acompanhando, perguntou. 
"A única coisa que tão fazendo certo é tentar chutar a bola no gol." Respondeu, fazendo ela rir. 
Vocês duas tinham sido praticamente dispensadas do trabalho. Na verdade, tinham recebido a tarefa de ficar de olho nas crianças, mas, convenhamos, não é porque as crianças precisavam. Você estava lá por motivos óbvios, não sabia preparar pratos coreanos. Agora, a sua companheira do trabalho de babá não tinha dito nada, mas algo nela dizia que no passado ela já tinha se oposto ao trabalho dividido de forma ridícula. 
"Você tá gostando da família?" Ela te perguntou, virando o rosto para você. 
"Sim, todo mundo parece ser muito simpático." Respondeu, e ela sorriu. "Só estou meio preocupada com os pais do Tae." Ela franziu o cenho, e você continuou. "O pai dele até veio me cumprimentar, mas a mãe dele mal me olhou na cara desde que eu cheguei." 
"Aah." Ela disse inclinando a cabeça para trás e soltando uma leve risada. "Isso é porque a tia é uma ótima anfitriã." Você a olhou confusa, fazendo ela rir de novo. "Tá, antes dos eventos em si ela não é das melhores, mas isso é porque ela não para até garantir que tudo está perfeito." Te olhou. "Mas eu te garanto que a partir do momento que ela vestir a roupa chique de natal e colocar um par de saltos no pé, você vai conhecer a pessoa mais simpática dessa família."
Você ia responder, quando a porta da casa abriu, mostrando o seu namorado, já praticamente pronto. Ele encontrou vocês duas e correu até onde estavam, contornando o jogo.
"Estão dizendo para vocês irem se arrumar." Ele falou, se sentando bem no meio das duas. "Eu já usei o chuveiro então tá livre, vão lá que eu cuido deles até a hora do jantar." 
Vocês concordaram na hora, eufóricas com a ideia de entrar na água quente e se livrar do frio que congelava seus rostos. Você deixou que a prima do Tae fosse primeiro, já que estavam dividindo apenas um banheiro. Ficou no quarto, com as portas abertas, enquanto separava a roupa que ia usar, quando a sua sogra passou feito um vulto pela porta. Você ficou olhando assustada, e quando estava prestes a voltar a fazer o que estava fazendo antes, se assustou mais uma vez quando ela voltou, dessa vez parando na porta. 
"A Bora tá tomando banho, né?" Perguntou, e você concordou com a cabeça. "Vai depois?" Concordou mais uma vez. "E tem toalha pra usar?" 
Você ia concordar mais uma vez, mas percebeu que, na verdade, não tinha toalha para usar.
"Ah… na verdade não, eu esqueci de trazer." Disse tímida, mal terminando de falar quando ela sumiu de novo no corredor, voltando alguns segundos depois com uma toalha branquinha e macia em mãos. "Obrigada." 
"Imagina." Você viu pela primeira vez ela sorrir, por mais que rápido. "E não era pra trazer toalha mesmo, o Taehyung que deveria ter te dado uma já." Você sorriu, e ela piscou um olho antes de sair de lá. 
É, talvez a Bora estivesse certa no final das contas. 
Tumblr media
"Com licença, com licença!" Ouviu a voz da sua sogra, que estava de pé, no canto da mesa, chamando a atenção de todo mundo enquanto segurava sua taça de vinho. "Eu queria dar umas palavrinhas antes que vocês bebam demais e esqueçam de tudo." Tirou uma leve risada da família, antes que todos começassem a ficar em silêncio de fato. "Antes de tudo, quero agradecer à minha mãe, que sempre amava ver a casa cheia assim e ficaria muito orgulhosa em nos ver mantendo os laços." Sentiu o Tae apertar sua mão por baixo da mesa, e você devolveu o gesto, tentando o transmitir um pouco de conforto. "Também quero agradecer ao meu marido, por sempre aceitar receber todo mundo em casa mesmo sabendo o caos que fica depois." Ele se curvou, sorrindo, e o pessoal riu mais uma vez. "Aos nossos irmãos e irmãs que sempre acham um tempo nas vidas corridas para juntar a família." Olhou carinhosa para os adultos, que retribuiram o gesto com sorrisos nos rostos. "Aos meus sobrinhos que nunca falham em ser a alma das festas." Apontou com a cabeça para a mesa das crianças, no canto da sala. "Ao meu filho, que mesmo não tendo tempo nem para descansar, conseguiu vir até aqui para ficar com a gente nessa data especial." Você olhou para o rosto do seu namorado, que tinha um sorrisinho tímido mas orgulhoso no rosto. "E, claro, pra mais nova membra da família." Virou o olhar para você, te pegando desprevenida. "Caiu de paraquedas nessa bagunça, mas ainda terão muitos anos pra você se acostumar com a gente, viu?" Sorriu, e você sorriu de volta, concordando com a cabeça. "É um prazer te ter como minha nova filha." 
Depois desse discurso, você não prestou atenção em mais nada. Mesmo quando outras pessoas se levantaram para falar e dizer o quão felizes estavam, tudo o que você conseguia pensar era na sua sogra te chamando de nova filha. Seu coração estava quase pulando do seu peito, sem brincadeira. 
"Jagi?" Ouviu a voz do seu namorado, falando bem perto do seu ouvido enquanto tocava no seu braço. "Tá tudo bem?" 
"Oi?" O olhou. "Tá tudo bem sim." Respondeu. "Tá tudo ótimo, aliás." Sorriu, e ele sorriu de volta, concordando e pegando na sua mão, a levantando até a altura dos lábios dele e depositando um beijo no topo dela. 
Você voltou a olhar para as pessoas em volta, dessa vez com muito mais carinho do que pensou que sentiria nessa viagem. Sim, as coisas começaram de um jeito levemente estranho, e você se assustou com a recepção inesperada, mas tudo valeu a pena no final, tudo valeu muito a pena. Ainda levariam algumas festas e algumas visitas para você se adequar a eles, mas se sentiu tão abraçada e tão bem vinda, que não tinha lugar para mais angústias no seu coração. 
É, você ganhou um presente de Natal inigualável: uma nova família. 
Tumblr media
38 notes · View notes
el-chico-de-la-poesia · a year ago
Text
Ahora mismo estoy sentado en mi cama preguntándome si te gustó el vestido rojo que te regalé.
Quizá si hubiese comprado el amarillo, el negro... no lo sé.
Al momento me respondes: «me encantó el detalle pero en mí ninguna prenda luce bonita».
«¿Por qué te haces menos?»., sigo preguntándome.
Si todas las marcas de ropa te conocieran no durarían ni un segundo en elegirte como su modelo favorita, y, si no lo hiciesen, yo estaría ahí para regalarte un sinfín de sesiones fotográficas solo para ti solita.
Que no importan los concursos de belleza, que tú sin presumir tanto les ganas a todas ellas con tu sonrisa.
Sabes que digo la verdad, no tienes como contradecirme, muchachita.
La manera en como se mueve tu cabello a ras de viento, lo comprueba: eres primavera.
Un día de estos te diré a la cara: No hay distancia ni persona que pueda hacerte sombra.
Para mí, tú, miss D, siempre tú.
-Manuel Ignacio.
164 notes · View notes
josesilva3001 · 6 months ago
Text
Tumblr media Tumblr media
El año pasado hice unas sesiones estilo chicano con unos amigos y varios modelos, en particular estas fueron de las fotos que más disfruté en el año, pues fue trabajar con personas que bien chéveres que nunca habían modelado y jugar con un concepto que poco había explorado, se las comparto a ver qué les parecen y si gustan díganme en los comentarios cuál es su favorita ✌ Si quieren ver más de mi trabajo fotográfico pueden entrar a mi instagram que es @josesilva3001
23 notes · View notes
fifthopps · 4 months ago
Photo
Tumblr media
Venha conhecer Ezekiel Hopps através de camadas! Serão apresentado alguns fatos divididos em: básico, externo e interno.
CAMADA 1: BÁSICO
Nome: Ezekiel Thurio Hopps.
Idade: 23 anos.
Signo: Escorpião.
Data de nascimento: 23 de outubro.
Gênero: Cisgênero masculino.
Orientação sexual e romântica: Pansexual, panromantic.
Filho único? ( ) sim ( x ) não
Vem de: Novo País das Maravilhas.
CAMADA 2: EXTERNO
Altura: 1,73
Peso: 68kg
Cor dos olhos: Azuis.
Cor do cabelo: Naturalmente loiro escuro quase puxando para o castanho, mas sempre tem alguma mecha colorida. atualmente está com mechas roxas.
Possui sardas? ( ) sim ( x ) não
Cicatrizes: Possui uma cicatriz pequena na parte interna da coxa de quando caiu de uma flor quando era criança enquanto brincava de pega-pega com os irmãos. Uma na cintura no lado esquerdo de quando, segundo Ezekiel, enfrentou um Rath! Mas na verdade foi só ele mesmo caindo da escada da Toca.
Marcas de nascença: Tem apenas uma. No lado direito do quadril tem uma flor pequena… não importa quem diga que é apenas uma bolinha minúscula mal formada, para Ezekiel, é uma flor.
Tatuagens: No antebraço esquerdo tem flores desenhadas em preto e branco, nas costas tem algumas xícaras empilhadas ao longo da linha de sua coluna, atrás da orelha direita tem um "H", em seu antebraço direito na parte interna tem uma borboleta onde suas asas são preenchidas com pinturas que remetem a um pintor famoso do mundo sem magia. E em seu indicador direito tem um "E" gravado para sinalizar qual a sua posição na família.
Estilo de vestimenta: Ezekiel adora o estilo do Novo País das Maravilhas. Roupas coloridas, várias camadas, botas, chapéus... uma grande variedade de peças para escolher. Sua proximidade com os Kingsley fez com que adorasse também o estilo do mundo sem magia, por isso é comum vê-lo em alguns dias com roupas mais simples, menos chamativas; mas saiba que, se o ver assim, certamente ele está triste! Não é adepto a enxergar a barreira de gênero que as pessoas costumam colocar nas roupas, suas peças favoritas que poderiam dizer que não deveriam estar em seu guarda-roupa são as saias, de preferência as mais longas (embora não tenha nada contra as curtas! Inclusive, as adora em noites de diversão na cidade de baixo!). Mas com certeza o que mais marca em seu estilo são os óculos. Vários tipos, modelos e cores. Ezekiel adora colecionar armações diferentes para incrementar seus looks.
CAMADA 3: INTERNO
Se dá bem com a família? Sim! Com todos eles. Sua família é imensa, nove irmãos, mas ele realmente ama todos. Nunca teve problemas ruins com nenhum outro Hopps.
Como é a relação com os pais? Ezekiel é mais próximo de seu pai por causa da sua curiosidade imensa desde tenra idade para com os relógios. Como adora consertar as coisas, sempre está pela relojoaria do pai. Mas também tem uma ótima relação com sua mãe.
Já se apaixonou? Sim, várias vezes. A verdade é que ele se apaixona muito facilmente por tudo e por todos. Está na fila do pão e viu alguma pessoa que lhe chama atenção? Pronto, já diz que está apaixonado. 
Já se magoou? Obviamente que sim. Por se abrir com facilidade, Ezekiel também se machuca muito rápido. 
Seu hobbie favorito? Ele adora pesquisar sobre tudo e qualquer coisa, a chamada cultura inútil. Inúmeras curiosidades aleatórias que ele solta no meio das conversas mesmo que não tenha muito a ver com o assunto. E seu segundo hobbie é saber o significado das flores, Ezekiel adora a comunicação através disso.
Seu maior medo? Desapontar sua família e perdê-los. Ele também morre de medo do escuro, mas qualquer coisa relacionado a sua família é mais forte.
12 notes · View notes
Text
Reflexiones del Podcast #10... Turn That Classical Music On!!
     Yeeeees, estamos en el Barroco, it’s time de invitar a mis amigos Mr. Vivaldi y Mr. Bach. Dejo por aquí una de mis obras favoritas de cada uno para entrar en ambiente. Sh*t’s about to get real, ladies and gents.
Tumblr media Tumblr media
Hablemos de Severo Sarduy ¿cuál de los ejemplos en su lectura fue más interesante?
     De los ejemplos de Severo me quedo con Caravaggio y Velázquez. Jamás hubiera imaginado que ambos artistas pudieran ofrecer tantos análisis en sus obras.
     Me parece especialmente impresionante cómo Caravaggio utilizó la temática actual para recrear El Santo Entierro, cómo utilizó conceptos de peso y gravedad, de fuerza. Como si quisiera dar a conocer al mundo que todos esos descubrimientos son reales, irónicamente, a través de pinturas religiosas.
     El tema también del uso de modelos tan mundanos me llamó bastante la atención porque es una manera nueva de ver el arte realista. El realismo que nos brinda Caravaggio va más allá de que la escena vista en la pintura parezca sacada de la vida real en términos de proporciones, color y textura. Es un realismo diferente porque nos muestra a las personas tal cual eran, con todos sus defectos. No hay esfuerzos por embellecer a nada ni a nadie.
Tumblr media
     El Santo Entierro, Caravaggio
     Por otra parte, me da la impresión de que Velázquez nos quiere confundir con Las Meninas. Por alguna razón, leyendo a  Severo, pensé que había una elipse cuyos radios más largos iban desde el espejo donde estaban los reyes hasta el espectador de la obra y que los radios más cortos iban desde cada uno de los límites del cuadro. Yo sentí que ese análisis me llevó como a un multiverso. 
     No sé que fue más confuso, si las intenciones de Velázquez, o el análisis de Severo. De igual forma, me la pasé bien analizando la obra. Tuve la suerte de ver a Las Meninas en el Museo del Prado, pero sólo recuerdo el hecho de que Velázquez se había autorretratado. El resto de datos del análisis de Severo no los conocía.
     Y si puedo añadir algo más, me parece increíble que el hecho de que el cuadro que el Velázquez de la pintura está realizando no entra completamente en el lienzo que nosotros vemos sea algo tan importante. Yo hubiera pensado que es porque simplemente no cupo. Jamás, ni siquiera conociendo sobre el Barroco, hubiera creído que se trataba de las formas intentando escapar de los límites, de expandirse, de generar expectativa. Nunca hubiera imaginado que se trataba del devenir y de la potencia del ser que tanto vemos en el Barroco.
Tumblr media
     Las Meninas, Velázquez
¿Cómo crees que la arquitectura va a responder a esta nueva cosmología?
     Pues moviendo el esqueleto. La verdad es que ya lo vi. Gracias al trabajo final, tengo tiempo en contacto con Borromini y San Carlino Alle Quattro Fontane. And that girl never stops moving. En San Carlino todo se trata de dinamismo, de movimiento. Su planta tiene dos focos, como dice Severo y tanto en su interior como su exterior, se puede ver un movimiento tal, que pareciera que el espacio fuera a cambiar, a transformarse. Parece que todo en ella quisiera romper los límites del espacio también, como el lienzo del Velázquez de Las Meninas. Ambas obras son límites activos, son inesperadas.
Tumblr media Tumblr media
     San Carlino Alle Quattro Fontane, Borromini.
     De eso siento que se trata la arquitectura y el espacio del Barroco: de ver. Te obliga a ver, a pensar, a reflexionar, a hacerte preguntas. The longer you stare, the wilder it gets. Te obliga a apreciar la obra al completo, no puedes ver pieza por pieza porque no se admira todo. Es una de esas obras en las cuales te tienes que alejar para poder admirarlas.
     Es un ejemplo de cómo la arquitectura es un legado cultural: tenemos todos estos descubrimientos pasando a nuestro alrededor, lo cual genera que seamos conscientes de ellos. Es obvio que todo eso va a ser replicado en el arte, la arquitectura, e incluso la música.
     Es la magia del arte. Es una expresión cultural que vuelve a su época y a sus artistas inmortales.
Nuevo tema, misma pregunta: ¿cómo ha cambiado el papel del artista?
     En términos de responsabilidades, no creo que haya cambiado mucho. En mis reflexiones sobre la reforma, había dicho que el artista, en ese momento, cobraba una importancia mucho mayor porque tenía la responsabilidad de educar al pueblo, sea cual fuese su partido.
     Y mantengo esa postura. El artista tiene aún esa responsabilidad de educar, de correr la voz mediante su arte, de expandir el mensaje y explicarlo.
     Sin embargo, lo que sí veo, es que el artista es mucho más individual. O, al menos, su obra lo es. No es como en el Renacimiento, donde estaban las reglas y había que ceñirse a ellas y recrear obras que fuesen todas similares.
     Siento que la libertad creativa y la individualidad del manierismo nos ha seguido hasta aquí y sigue creciendo. Eso me gusta y es lo que recojo para mi caja de herramientas personal, que espero algún día llegar a usar: crear en medio de una tendencia, pero a mi propia manera y bajo mi propio criterio.
Ahora, algunas risas
     Para cerrar, quiero declarar que después de escuchar el podcast, me sentí así. *grabs dusty old wig and rocks it*
Tumblr media
     Finalmente, comparto esta representación gráfica de Severo cuando describió a la elipse al principio de su lectura. O sea... la llamó “el ausente” 👀
7 notes · View notes
naked-atelier · a year ago
Photo
Tumblr media Tumblr media Tumblr media
Jean-Léon Gérôme, The painter and sculptor in his studio with his model and the Omphale, c. 1887 (Jean-Léon Gérôme com sua modelo favorita, Emma Dupont e a escultura "Omfala", por volta de 1887)
166 notes · View notes
onthecoverofamagazine · 3 months ago
Photo
Tumblr media
Nadja | The Face septiembre 1994
Nadja Auermann ~ Foto: Ellen von Unwerth
195 notes · View notes
aspenns · 7 months ago
Photo
Tumblr media Tumblr media
˚ ✩ 。 ㅤㅤ 𝐌𝐄𝐄𝐓 𝐓𝐇𝐄 𝐂𝐇𝐀𝐑𝐀𝐂𝐓𝐄𝐑.
QUEM TEM MEDO DO LOBO MAU? LOBO MAU? Com certeza não a nossa nova habitante que costumava se chamar MOON BADA, do conto RED RIDING HOOD, e antes da névoa da maldição arrastá-la até Storybrooke, ela estava no REINO DE RED ROSE, lá na FLORESTA ENCANTADA. Aqui na cidade você talvez a encontre se procurar por uma tal de ASPEN MIYOUNG PEVENSIE que é PERFORMER e tem 23 anos de idade.
𝐓𝐑𝐈𝐕𝐈𝐀:
14 de novembro, escorpiana. penny, miya. bissexual, solteira. atriz, cantora, dançarina, modelo. coreano, inglês, japonês mãe da bubba.
𝐁𝐈𝐎𝐆𝐑𝐀𝐏𝐇𝐘 :
STORYBROOKE;
Aspen Pevensie é apenas uns dos nomes que constam nos arquivos civis referentes a existência da garota. Nascida Miyoung Park, foi rebatizada ao ser adotada por Nigel e Michaela Pevensie, um casal de atores irlandeses que nunca conseguiu ter filhos biológicos e compadeceram da condição da criança de três anos que perdeu os pais em um trágico acidente automobilístico e não estava conseguindo se adaptar à vida no orfanato.
Por sorte, a vida teve misericórdia e Aspen cresceu bem. Foi muito bem acolhida pela família que nunca hesitou em oferecer tudo o que uma criança precisava: amor, carinho, atenção e compreensão a respeito de sua cultura. Apesar da mudança de nome, os pais adotivos nunca tentaram apagar a identidade dela. Assim, teve aulas de coreano desde pequena, além de aulas sobre a cultura e até fez uma viagem para a Coreia do Sul aos 13 anos, durante as férias escolares. Por sinal, Aspen tem um histórico escolar invejável. Era bastante popular, por conta da personalidade carismática, mas também tinha notas invejáveis e o desejo de entrar para a faculdade de cinema.
A vantagem de ser filha de atores veio desde cedo, no incentivo constante à sua criatividade e os diferentes tipos de expressões artísticas que a interessavam. Canto, dança, atuação, modelagem, Aspen cobre todas as bases. E foi isso que fez a fama da pequena estrela local, que já apareceu em diversos comerciais locais e propagandas de estabelecimentos pela cidade. O melhor tipo de showgirl, faz o que tem que fazer, custe o custar. Se entrega de corpo de alma, sem medo e sem arrependimentos. Tudo em nome da arte. Adora o centro da atenções, esbanjar seu charme e exercer seu dom de borboletinha social. Com mais de três milhões de seguidores em suas redes sociais, Aspen fez sua fama na internet sob o pseudônimo de Penny Stardust, apelido que ganhara do pai ainda criança e que guarda em um lugar especial em seu coração.
Atualmente, produz curtas que posta em suas redes sociais com o objetivo de incluir em seu portfólio cinematográfico assim que tiver dinheiro o suficiente para ingressar na sua faculdade dos sonhos, na Califórnia.
REINO DE RED ROSE;
Bada significa Mar, Oceano. Seu pai sempre adorou o mar. O conceito dele, na verdade, porque nunca conheceu. Homem simples, nascido e criado na floresta que ladeava o reino de Red Rose, trabalhou a vida toda como lenhador. Profissão que aprendeu com o pai e queria passar o filho, mas não teve filho. Teve filha, só uma menina. Sua linda Bada, a quem sempre desejou o melhor. Seu sonho era casá-la com um nobre, dar a ela a chance de ter uma vida boa longe da simplicidade a qual fora trazida ao mundo. O que ele não entendia é que Bada era muito feliz com a vida que tinha. Não sentia desejo, nem necessidade de riquezas. Só queria uma vida feliz, não importava que fosse simples.
Tendo crescido na floresta, uma de suas atividades favoritas era acompanhar o pai na busca madeira para transformar em lenha. Sua mãe odiava aquele gosto, achava perigoso. E todos os receios de Irina provaram-se em uma límpida noite de primavera, quando, na tardia volta para casa, pai e filha foram atacados por lobos. Johan não teve chances, morreu tentando proteger a filha de 13 anos. Bada foi largada à própria sorte em uma clareira longe de qualquer socorro. Mas não morreu, foi socorrida e acolhida por aqueles que descobrira mais tarde serem como ela. Perigosa demais para voltar para, precisou deixar a mãe para trás e seguir com aqueles que seriam sua nova família.
Há quem considerasse Bada o elo mais fraco. E ela foi, no começo. Apenas uma garota assustada e sem controle de sua condição. Mas instintos, estes acabaram falando mais forte e ajudando-a a se recompor, se introsar e aceitar sua condição, aceitar a criatura que havia se tornado.
17 notes · View notes
humano-deprimido · 3 months ago
Text
Te gusta mucho la pizza, la hawaiana también, adoras los perritos, alguna vez trabajaste en un lugar donde los cuidaban y entrenaban, te encantaba tu trabajo, una vez un gato te sacó tremendo susto y te arañó pero tu solo querías acariciarlo, te gustan las nieves de cereza o frambuesa ¿?, sigo pensando que es la misma fruta, también la nieve de uva verde, dijiste que me invitarías una porque yo nunca la he probado, eres un amigo increíble y más un hijo increible, siempre pones tus responsabilidades primero y luego la diversión, sabes ahorrar y administrar el dinero, al menos más que yo, siempre te esfuerzas mucho, te gusta el rap, tu canción favorita de Simpson Ahuevo es la de duele, te encanta Residente, también Santa Fe Klan, a los dos nos gusta mucho, una vez terminaste hecho bulto en la casa de un amigo que acababas de conocer, ya no tomas mucho, claro, eres más responsable, tienes dos hermanas, eres el de en medio, te gustan los mariscos, no te gustan los cueritos, te has peleado, pero a decir verdad no fue enteramente tu culpa o que las hayas iniciado, a mi parecer una de ellas fue por causas justas, tu cerveza favorita es la modelo, la noche buena también te gusta, me hacías burla cuando decía que la victoria sabia mejor, te gustaría trabajar en la industria, luego poner un negocio, lo de tener jefe no es lo tuyo, siempre creí que QFI te quedaba mejor, te gustan mucho las batallas de freestyle, Gazir te parece increíble, tu color favorito es el azul y el verde, te gusta la sandía, disfrutas del fútbol pero prefieres jugarlo a verlo, eres muy caballeroso y amable, te preocupa el bienestar de los que te rodean, no te gusta para nada el clima caluroso, prefieres mil veces el frío, estarías perfecto en un clima como Alemania, no es tu meta ir allá pero si llegara a pasar estaría cool, no te gusta mucho el pastel, prefieres lo salado, te emocionaste mucho cuando compraste con todo tu esfuerzo tu carro, yo tambien me emocioné mucho por ti, no crees en las brujas ni cosas paranormales, prefieres la lógica, pero una vez te paso algo raro con uno de tus primos, no sabes bailar muy bien pero decías que si te animabas a bailar conmigo, a veces eres muy indeciso, te gusta Naruto, no eres otaku pero si te verías uno que otro, te gusta Harry Potter, empezaste a ver la serie de los 100 pero nunca la acabaste, el humor negro casi no te gusta, tu abue te enseño a agarrar un arma, tristemente se fue hace años, adoras el pulque, no fumas, no consumes drogas a excepción de la marihuana, de vez en cuando te echas un porrito, cuando tienes seminarios o reuniones importantes te pones nervioso e incluso te entra miedo, pero cuando llega la hora sabes controlarte y escucharte como la persona más calmada y confiada del mundo, das paz, eres luz, nunca viste sangre por sangre, prometiste verla, aunque no sea conmigo, eres apasionado, cuando me decías cosas picaras siempre lo hacías con cierta finura y eso me encantaba, una de tus películas favoritas es el amanecer de los muertos, de niño te daban mucho miedo las películas de terror, ahora que has crecido ese miedo se esfumó, eres dos años mayor que yo, te molestaba diciéndote viejito, no aguantabas quedarte despierto hasta tarde, siempre ayudas a los demás sin esperar recibir algo a cambio, tienes el don de embelesarme, se tanto sobre ti, que si sigo no acabaría.
Ahora, ¿qué hago con todo esto? ¿Cómo lo olvido?
8 notes · View notes
gibigirls · 2 months ago
Photo
Tumblr media
Modelo Oficial @dannyrocktattoo . Curta, comente e compartilhe suas modelos favoritas! . Sigam as páginas parceiras @inkedmodelsbr @gibiboysbr @tattooplacebr . Siga tambem @gibigirlstattooawards, Festival de Tattoo Online, somente para Mulheres, que vai acontecer nos dias 15, 16 e 17 de julho, não fique de fora e faça sua inscrição através do WhatsApp 👉 (11) 93277-3846 👈 #gibigirls #gibigirlstattooawards #tattooplace #tattoogirls #tattooedwomen #tattoomodels #altgirl #inkedmodel #girlwithtattoos #inkedmodelsbr #tattooedgirls #inked #girlswithtattoos https://www.instagram.com/p/CeHHv8cr4ZT/?igshid=NGJjMDIxMWI=
11 notes · View notes
bettieseyes · 4 months ago
Text
Tumblr media
essa que vem vindo é RUTH ELIZABETH GELLER, de 21 anos. ela mora em SHEFFIELD e costuma andar muito com os SMOOKS, mas bem que tem cara, né? há quem diga que ela se parece com a ELLIE BAMBER, mas acho que esse povo só anda assistindo televisão demais! nada a ver, como se ela fosse ser uma mera EX-MISS.
Photobook 💜 Mixtape Vol. 1
BETTE DAVIS EYES
A história de Ruth Elizabeth Geller começou muito antes de seu nascimento em 1966. Ruth filha de uma ex-modelo que engravidou de um agente pilantra que fugiu assim que soube da gravidez. A mulher tratou de casar-se com um rico investidor e ele assumiu a filha como se fosse dele.
Lucille, sua mãe, tinha paixão pelos trabalhos de Bette Davis e se viu encantada ao perceber que sua filha tinha grandes olhos azuis como os da atriz. Começou aí a obsessão da matriarca pela beleza da filha. Para ela, Ruth tinha tudo para ser Miss mundo um dia. A menina participou de concursos de beleza e talento desde cedo, chegando a vencer o concurso de Miss Richmond em 1984, com apenas 17 anos. Contudo, depois do prêmio a obsessão da mulher apenas piorou, ela fazia plásticas e mais plásticas para ficar parecida com a filha e com aparência mais rejuvenescida, chegando a pintar os cabelos do tom de ruivo que nem ela e nem o marido tinham. No entanto, ao completar 21 anos Bettie decidiu que nunca mais participaria das maluquices de sua mãe.
MORE THAN THIS
Atualmente Bettie ainda não se encontrou no mundo. Tem muitas habilidades adquiridas para os concursos, como tocar piano, cantar, costurar, bordar, entre outros, mas não considera que nenhum desses é seu ponto forte. O que ela sabe, no momento, é que quer conhecer o mundo fora dos muros de Sheffield e no máximo Midtown.
Seu pai surpreendentemente não se importou com a mudança e quer que ela se descubra, contanto que nesse processo encontre um rumo profissional e tenha uma boa carreira. A mãe, no entanto, está cada dia mais enlouquecida, estabelecendo proibições malucas para que Bettie não saia de casa, colocando seguranças atrás da filha, entre outras coisas. Como Edwin Geller passa a maior parte do tempo em viagens de negócios, resta à Bettie lidar com o elefante branco na sala que se tornou sua mãe.
A personalidade de Elizabeth não é tão fácil de lidar. Ela é muito rebelde, porém insegura e cheia de problemas com a própria aparência. Por ter sido criada em um ambiente muito caótico, ela às vezes tem oscilações de humor parecidas com as de sua mãe, chegando a ficar agressiva e explosiva. Sente muita vergonha e tende a se retrair quando isso acontece. No entanto, ela valoriza muito as poucas amizades que considera verdadeiras e não poupa esforços para mimar seus amigos. Como tem muita ansiedade do abandono, acredita que se não enche-los de agrados e presentes uma hora ou outra eles irão se cansar de sua personalidade e abandona-la.
TRIVIA
O pai biológico de Bettie era de east padstow antes de sumir no mundo.
Ela é muito vaidosa, embora não seja tão obcecada quanto a mãe. Ama moda, beleza e presentear seus amigos, já que fazer compras é seu modo de escape.
Coleciona armas brancas, como canivetes, pares de nunchakus. Não sabe exatamente porque, mas tem esses objetos escondidos em um cofre em seu quarto e quer aprender auto-defesa um dia.
Adora filmes de luta e de terror. Seu favorito curiosamente tem Bette Davis no elenco: Assassinato no Nilo.
Sua atriz favorita é Jane Fonda.
Ruth é um nome que ela só permite que pessoas muito próximas usem, caro contrário fica irada.
8 notes · View notes
beckctts-cmahqs · 2 months ago
Text
me uno a las presentaciones muy tardias de personajes 🤡 Hola, hola !! soy emma mucho gusto 💖 y aquí esta mi don el beckett mars (rudy pankow). Si quieren alguna conexion con el niño porfas escribanme por aquí o al discord uwu. Sin mas que decir les dejo bajo el read more datos del morro que estan o bien resumidos de su biografia o son datos extras que se me pasaron colocar en la audi. / @cmaconex​
Tumblr media
𝒃𝒆𝒄𝒌𝒆𝒕𝒕 𝒎𝒂𝒓𝒔. 23 años. el/suyo. actor y modelo. agente chambers. agencia CSM.
Nació en USA y toda su infancia/adolescencia se la paso entre sydney, australia y  calabasas, CA debido a que su madre es una socialité reconocida de Australia y su padre un actor americano de cine de acción muy reconocido.
Su nacimiento fue literalmente televisado ya que sus padres luego de casarse tuvieron un reality show (sip, como el de las kardashians) y bueno el nacio entre la temporada cuatro y cinco. 
Tiene dos hermanas mayores y lo odian, el siempre fue el favorito de su mamá, las camaras y la audiencia que veia el programa. *cof* traigan a alguna de las hermanas pls como asistente o talento *cof*
Aproximadamente a los cinco o seis años empezo con el modelaje, su mamá fue su momager por muuuuucho tiempo, manejando su carrera en el modelaje desde pequeño hasta hace tan solo unos años. 
Siempre quizo ser actor, amaba pasar tiempo en los sets de grabación de las peliculas de su papá.
Su mamá nunca apoyo la idea de que fuera actor, le iba bien el modelaje ¿porque arriesgarse? Aparte la idea de que el muchacho se la pasara tanto tiempo fuera de casa (como lo hacia su padre) no le agradaba a la mujer. 
cuando cumplio la mayoria de edad decidio que iba a hacer lo que él quisiera y despidio a su mamá como manager y firmo con zophia chambers.
en cuanto a su personalidad es una persona agradable, pero claramente el crecer siendo famoso lo vuelve un tantito creido y arrogante, pero tiene un buen corazón.
le gusta surfear, es una de sus actividades favoritas desde pequeño. 
5 notes · View notes
depressiveinsomnia · 5 months ago
Text
como lidar com esse artigo que a giovanna escreveu sobre a selene????? elas são perfeitas
Selene CANTORA, ATRIZ E MODELO
Por Gigi Grigio, atriz 
Eu soube que iria trabalhar com a Selene através de um amigo. Ele me disse: "Ei, descobri quem vai ser sua namorada na série", seguido de algumas fotos com a mulher mais linda que já vi na vida. Mexicana, de Acapulco, cheia de lindas tatuagens, artista, só de vê-la você já entende que ela é. Modelo muito talentosa, it girl de nascença. Eu não tinha certeza se teria a capacidade de acompanhar sua força e presença.
Ela é tímida e quieta: ela ouve muito e sente tudo. Canceriana. Tudo que acontece, ela já sabe. Ela fala com o coração. Eu a escolhi para ser minha parceira de bebida oficial, e os bares foram o cenário das nossas conversas mais profundas e bonitas. Com ela se discute trabalho, arte, política, amor, espiritualidade, magia. Selene é bruxa, fada e sereia. Tudo em uma. Ela é a que mais entende de plantas, mar e pessoas. Ela é a pessoa que me acalma quando tenho minhas crises. Embora eu não saiba o que está acontecendo, ela tem sabe e é generosa o suficiente para compartilhar comigo.
Selene adora tacos. Ela sempre pede o tempero mais picante e sempre gosta. Ela adora mole (mas apenas o verde). Ela é super fã de Justin Bieber e Bad Bunny.  Sua cor favorita é branco. Ela adora ir a festas vestida dessa cor.
Obviamente, eu não fui a única pessoa que se apaixonou por Selene. A garota se tornou um meteorito de sucesso. Colocaram todas as suas músicas no top 10 da Apple Music Brasil. É assim que os fãs brasileiros são, e ela merece. Eu amo Selene e o meu país. Adoro quando as pessoas que amo, amam as pessoas que amo.
Claramente esta não é uma declaração de amor. Da primeira linha à última. Porque eu sou mais de ações do que de declarações. A verdade é que se o assunto é Selene, eu escreveria um livro se necessário. Ela é pura inspiração.
Tumblr media
they are in love with each other
8 notes · View notes
toulovse · 8 months ago
Photo
Tumblr media Tumblr media Tumblr media Tumblr media
Nome: Jasper Theodore Song Thatcher Russo. 
Sim, uma porrada de nomes. Jasper foi minha avó quem escolheu, Theodore é uma homenagem ao avô do meu pai. E os outros é porque tenho três pai. Sim, três. 
Idade: 16 anos. Origem: Auradon. Alinhamento: Neutro. Faceclaim: Lee Felix. With: @millsbae e @etaprontosorvetinho​
Headcanons: 
Ser o caçula já é, de modo geral, uma vantagem. Em uma família grande como a sua, quase como uma benção. Jasper sempre recebeu bastante atenção e nunca teve do que reclamar. Isso porque, muito como seus pais (Valentin e Ruyjae, no caso), nunca se importou em ser o centro das atenções. Era bastante comum que, ainda criança, montasse espetáculos completos na sala de casa, demonstrando enorme gosto por canto, dança e interpretação. Isso porque achava divertido entreter a família, além de não ver problema algum em estar sob os holofotes. Hobbies que acabaram sendo o ponto inicial de sua carreira como modelo fotográfico, ainda na infância.
Em casa, Jasper não é um nome muito conhecido. A não ser que um dos pais esteja bravo, nesse caso será possível ouvir o grito de "Jasper Theodore!" vindo de algum canto da casa. Caso contrário, é apenas Teddy. E Teddy, mesmo não precisando, dificilmente usa o nome de seus irmãos. Hyung e noona, como fora ensinado pela parte coreana da família. Um hábito tão forte que usa até mesmo quando fala deles para pessoas de fora e então precisa explicar que esse não são os nomes reais. Obviamente, com três pais em casa, há também um esquema todo especial para se referir a cada um deles, mas normalmente só usa "pa" mesmo. Um diminutivo carinhoso, mesmo criado com base em sua manha, podendo variar de tom dependendo do que precisa tirar dos pais.
Como acontece com qualquer pessoa que chega à adolescência, a relação de Jasper com os pais sofreu algumas mudanças. Nada brusco, nem negativo, apenas algo natural. Os segredos cresceram e o tempo de atividades compartilhadas caiu um pouco, mas ainda assim adora passar tempo com a família. Seu "problema" talvez sejam as perguntas, especialmente as que envolvem sentimentos sobre os quais não quer conversar, por sentir vergonha de discutir aquele tipo de coisa com pais. Mas Jasper que sempre que quiser se abrir, terá ombros e colos inteiramente dispostos a recebê-lo e o é aí que mora o conforto da relação com os três.
Na escola, Jasper é uma figura relativamente conhecida. Isso porque não é difícil para ele puxar assunto, se enturmar com outras crianças, independentemente do quão diferente sejam seus gostos. Crescer em uma casa com tantas personalidades diferentes ajudava muito naquela questão, de se adaptar facilmente a quase todo tipo de conversa. Suas notas são altas, porque foi uma exigência de Miller para que continuasse trabalhando, já que largar os estudos não era uma opção. Sua matéria favorita, como não podia deixar de ser, é Artes. Se dá muito bem com tudo relacionado ao assunto e, obviamente, por influência da família. 
Por já ter uma ocupação e se achar ainda novo demais para pensar a respeito, Jasper ainda não escolheu uma profissão para seguir depois da escola. Seu objetivo muda a todo o momento e não é por indecisão, mas por conta da natureza curiosa e exploradora, que gosta de aprender coisas novas o tempo todo. Assim sendo, as possibilidades são muitas e ainda não quer fechar nenhuma porta. 
Relações: 
BOYFIE. O motivo pelo qual Jasper não quer conversar de sentimentos com os pais. Porque sabe que ele tem o dom de deixá-lo com as bochechas coradas apenas pela lembrança dos tempos juntos. É um amor juvenil e inocente, de quem está descobrindo agora o poder de tal sentimento, mas é forte e verdadeiro. ━━ AIDEN.
BESTIE. Jasper acredita em almas gêmeas e tem certeza que esta é sua. Desde o primeiro cumprimento que a sensação de que já se conheciam de outras vidas estava presente. O companheirismo e lealdade já se tornaram laços praticamente inquebráveis.  ━━ OPEN.
DISLIKE. É possível que Jasper já nem lembre mais como o desafeto começou, de tão antigo que é. Mas quem liga? Quando o costume já está presente, não precisa de muitos motivos para a troca de farpas ou as provocações acontecerem.  ━━ OPEN.
14 notes · View notes