Tumgir
#vai beach
jupiterovprsten · a year ago
Text
Tumblr media
don't hide your face
15 notes · View notes
youngbrazilians · 3 months ago
Text
Tumblr media
34 notes · View notes
youmakemerock · 3 months ago
Photo
Tumblr media
Guitar magazine - november, 1990 
7 notes · View notes
graskuqja · a year ago
Text
Tumblr media
Location : Vai , Créte , Greece 🌺🌴
#picbyGras
2 notes · View notes
mandxworld · 2 years ago
Text
Tumblr media
3 notes · View notes
alexmarkakis · 2 years ago
Video
instagram
Trip to Vai!🌴 #crete #greece #vai #beach #vaibeach #summer #sea #travel #holiday #palmtrees #sun #nature #kreta #beautiful #vacation #landscape #palmbeach #video #palms #holidays #sitia #creta #summertime #view #summer2019 (at Βάι (Vai Beach)) https://www.instagram.com/p/B03pk0PHxl8/?igshid=1iw6hwdryra0o
2 notes · View notes
elliecombs · 4 months ago
Text
Tumblr media
0 notes
ladypurplejanewrynn · 3 years ago
Text
Info!
Hello guys! Tomorrow i’m going with my family to the beach. And we will stay there for 3 days . We will come back tuesday at night . So you might not see me for 3 days at tumblr. It depends if i will have internet or not. I’ll try to take some pictures and post them on tumblr. So have a good day or night if you want. :)
4 notes · View notes
chaostrick · 3 years ago
Text
...
2 notes · View notes
cecileux · 3 years ago
Photo
Tumblr media
200 posts sur tumblr ça se fête mais que dans la tête
je suis joie
je cherche toujours à imiter l’effet posca sur l’ordi, et pis comme je fais assez peu de paysages je m’entraîne
et vous pouvez le voir parce qu’au loin ma ligne d’horizon est pas droite du tout
5 notes · View notes
jupiterovprsten · 2 years ago
Text
Tumblr media
Vai beach, Crete
27 notes · View notes
bporfirio · 4 years ago
Photo
Tumblr media
8 notes · View notes
youngbrazilians · 3 months ago
Text
Tumblr media Tumblr media Tumblr media Tumblr media
24 notes · View notes
youmakemerock · 6 months ago
Photo
Tumblr media
Reb Beach 💖 and his musician friends 🎸 
12 notes · View notes
crystalsenergy · 24 days ago
Text
sobre 2021 e 2022... 💌
nem todas as mensagens captam as pessoas da mesma forma, e nem toda mensagem aquece todo coração. mas espero que essa aqui seja boa o suficiente para te impactar de alguma forma.
assim como falei acima sobre as mensagens que recebemos mundo afora, cotidianamente, sejam elas boas ou ruins, a nossa vida é diferente em diversos sentidos, então é difícil eu compreender o que ocorreu com você neste ano e se ele foi ou não foi um bom ano para você.
mas independente de como foi este ano, tenho algumas mensagens para transmitir. pois sei que pode existir alguém no mundo precisando ouvir algo assim.
saiba que independente de como foi esse ano, o que passou ficou para trás e a única coisa que você pode fazer agora com o que já foi feito é seguir em frente e aprender. muitas coisas na vida vem e vão, mas uma coisa sempre fica: as coisas que aprendemos e conhecemos. conhecimentos ficam conosco independente do quanto a nossa vida "evolui" ou "regride" no sentido material, financeiro.
espero que 2022 seja um ano de bastante autoconhecimento, que você conquiste sonhos e objetivos, mas que dentre os maiores sonhos e objetivos, você consiga se encontrar cada dia mais nessa vida, pois acredito que o autoconhecimento é a chave para ser feliz. é através de conhecer nós mesmos que evoluímos, sabemos quem somos e quem não somos, o que temos sido e o que podemos e queremos ser.
espero que no ano de 2022 você seja o personagem protagonista da história da sua vida.
eu desejo que em 2022 tenhamos saúde, paz e que nosso senso de coletividade aumente, para que a gente trabalhe, cada um da sua forma e dentro de seus limites, para tornar o mundo que vivemos menos desigual. mas pra isso, precisamos sair da bolha do individualismo e perceber que contribuímos diariamente para o bem e o mal ao nosso redor.
da minha parte, garanto que estarei aqui em boa parte do ano para ajudá-los nesse processo de autoconhecimento e evolução.
até logo!
feliz ano novo!!
abaixo uma músic que reflete meu sincero desejo de como ver as pessoas vivendo e também enxergando o mundo ao redor delas:
Peace & Love - Beach Tiger
Olhando para baixo de uma casa na colina
Olhando para os estranhos
Você vai se encontrar sozinho/a
Se você se encontra sozinho/a
Deixe isso em sua cama
Porque todos nós sentimos o mesmo tipo de dor
Comemore quando você lutar contra a vergonha
Sentimentos que são como o clima
Mas segure-se, irmão
Em vez disso, tente o seguinte:
Estou carregando paz e amor
Não é muito difícil
Espalhar aquela paz e amor
Não é muito difícil
Mesmo sem nome
Somos iguais
Paz e amor
E devemos pertencer a algo agora
Devemos pertencer a algo agora
Isso é maior do que nós
Algo em que confiar
Ou pelo menos segurar
Estou carregando paz e amor
Não é muito difícil
Espalhando paz e amor
Não é muito difícil
Mesmo sem nome
Somos iguais
Paz e amor
36 notes · View notes
strawberryayumiyt · a month ago
Text
🇧🇷 oi gente! passando pra avisar que vai ter post hoje só que eu estou aqui te desejando um feliz natal e um feliz ano novo adiantando ksksks, muito obrigada pelo tanto de gente que me segue 3K e MUITA coisa e eu realmente agradeço do fundo do meu coração vocês são perfeitos amo vocês <3 💗💗💗💗 e so avisando que hoje eu vou viajar para a praia e vou ficar la 15 dias mas eu não sei se la vai ter internet então se eu ficar muito tempo sem postar ja sabem oque aconteceu ok? bem e so isso e muito obrigada novamente pelas nossas conquistas pink's ^^ feliz natal tudo de bom para vocês!¡
🇺🇸 Hi people! passing by to let you know that there will be a post today but I'm here wishing you a merry christmas and a happy new year advancing ksksks, thank you so much for so many people who follow me 3K and A LOT and I really thank you from the bottom of my heart you are perfect love you <3 💗💗💗💗 and just letting you know that today I'm going to the beach and I'll stay there for 15 days but I don't know if there will be internet so if I don't post a long time you already know what happened ok? well and that's it and thanks again for our pink's achievements ^^ happy christmas all the best to you!
🇪🇸 ¡Hola gente! pasando para hacerles saber que habrá una publicación hoy pero estoy aquí deseándoles una feliz navidad y un próspero año nuevo avanzando ksksks, muchas gracias por tanta gente que me sigue 3K y MUCHO y realmente agradezco tu desde el fondo de mi corazón eres perfecta te amo <3 💗💗💗💗 y solo te dejo saber que hoy me voy a la playa y me quedaré por 15 días pero no sé si habrá estar en Internet, así que si no publico mucho tiempo, ya sabes lo que sucedió, ¿de acuerdo? bueno y eso es todo y gracias de nuevo por los logros de nuestra rosa ^^ ¡feliz navidad todo lo mejor para ti! ¡
Tumblr media Tumblr media Tumblr media Tumblr media
27 notes · View notes
callmeabeverhausen · 4 years ago
Photo
Tumblr media
“the palm beach vai”....like a picture of a postcard
1 note · View note
calcifermovesthecastle · 10 months ago
Text
I'm probably not coming back, but I promise, I promise that doesn't mean I love you any less.
You can barely make out the script of your name through your blur of tears, sitting on the edge of the pier with your legs dangling in the water below. This area of the beach is always quiet, not much traffic comes through this area. It gives you ample time to collect yourself so you can continue reading.
I don't want you to wait for me on the slim chance that I will make it back. You don't deserve to be held back by me. And if I do make it back, there's a chance I might not be whole, and you deserve all of someone, not just parts. Promise you won't wait for me.
Waves lap against your knees, the wood of the pier creaking with the tide. The letter shakes in your hands.
And don't cry over me, either. I can't bear the thought of making you cry, mon ange. I could never live with making your heart ache.
You start to sob anyways, barely able to finish the letter.
You have my whole heart, mon ange. But it's time you give yours to someone else.
You trace the neat scrawl of his name with a trembling finger, mouthing the words Jean-Pierre to yourself.
You clutch the letter to your chest and bawl, alone on the same rickety pier he left on.
-
You're roused by a knock on the door late at night, and a ring of the doorbell. It's not uncommon- you've always been willing to provide a warm bed and a hot meal to anyone who comes by, so you slide out of bed and cover yourself with a robe, trying to avoid the picture of you and your husband both beaming down at you. It's been a year. It's been a year since he sent you that horrible letter and disappeared from your life for good. Your heart still aches to think about it. The doorbell rings again, and you sigh, starting down the stairs.
"Tenez juste vos chevaux!" You call out, grumbling to yourself about the hour and your already sour mood. "I'm coming! Be patient."
You finally make it down the stairs and unlock the door, swinging it open, freezing at the sight behind it. You just stare, and stare, and stare.
"y-you-" your voice gets caught in your throat, and you step outside and slam the door shut, smacking his arm and yelling in a mix of french and English. "you fucking bastard! You go and send me a fucking note and I don't hear anything from you for a year and you come back with one eye, no legs, in a fucking wheelchair, at three in the fucking morning? What-the-hell-is-wrong-with-you?!" You smack his arm with each word, tears welling in your eyes. You open your mouth to continue, a sob ripping through your body, and you sink to your knees, wrapping your arms around his torso and burying your face into his stomach, bawling loudly. "You made me think I l-lost you forever and y-you just show up u-unanounced-"
His hand cups the back of your neck, gently scratching, and he leans down and presses a firm kiss to the top of your head. His other hand gently rubs your back, and it's warm and real and he's finally, finally in your arms again.
"-couldn't even send a god damn letter- postage isn't even that-that expensive- could have let me know that you were okay-"
"hey, hey," his voice falls on your ears, and you come to a shuddering stop, tilting your head up to look at him.
"Je vais bien, je vais bien." He traces your trembling lip with his index finger. "Je promets."
"you promise?" You repeat, searching his face. He hums, nodding, bringing his hand around to stroke your cheek.
"I told you not to wait for me. You can't even listen to me when I tell you to do something in a letter?" He teases gently, his lips quirking up.
You sniff, standing, opening the front door back up and letting him in. "'f you didn't want me to wait for you, why're you showing up on my front door at three in the morning?" You shoot back, closing the door softly behind him, turning to face him. He leans back in his wheelchair, studying your face.
"I honestly wasn't sure if you still lived here, but I was passing by on my way to the hotel and saw your car in the driveway. I'm sorry for waking you up, Mon Ange." He wheels further inside, freezing when he sees a man sleeping on the couch, turning to you with his brow raised. You wave him off, stepping around him to get to the kitchen.
"That's Beau. He's a homeless bloke, helps out with some of the yardwork and sometimes needs a place to sleep. I've got some kids upstairs in the spare room too, their parent's just died not too long ago and they have no family left so I offered to let them stay, I've got them in school too." You fill the kettle with water and put it on the stove, not turning around.
"you're just as amazing as ever," he murmurs, and you grip the counter, holding back tears. He falls silent, and you turn around, tears brimming in your eyes.
"One letter, Jean-Pierre. One. Just to let me know that you were alive."
"I'm so sorry for hurting you. I wasn't... I wasn't really in a place where I could send letters."
You cast your gaze up to the ceiling, blinking rapidly, your lips pressed together. You start to laugh, covering your mouth with your hand.
"Then why didn't you come see me as soon as you got back- I held a memorial for you! I thought you were dead!"
"I know"
"That's all you can say?! 'I know?' I- I need a drink."
You stride to the fridge, pulling the bottle of cheap whiskey off of the top and chugging half of it in one go. His brow shoots up again, and when you pull the bottle away and wipe your mouth, you shove it in his direction, clearing your throat.
"You too."
He sets the bottle on the counter, wheeling over to you and resting his hands on your waist.
"Hey."
You look down at him, and the way he looks up at you has your gaze softening. You lean over and press your lips against his, melting into him. When you pull away, your head spinning, you rest your cheek against his shoulder.
"I'm glad you're okay."
"je t'aime tellement."
"I love you back."
When you finally curl against him in bed, you fall into the first decent sleep since he left.
74 notes · View notes
suddenlygia · 4 months ago
Photo
Tumblr media Tumblr media Tumblr media Tumblr media
                   · 、THE MERMAID: 𝒈𝒊𝒂𝒏𝒊𝒏𝒂 𝒘𝒂𝒍𝒍𝒆𝒓 ❜
                                                            𝗧𝗛𝗘 𝗘𝗣𝗜𝗦𝗢𝗗𝗘 𝗧𝗔𝗦𝗞
                                                 and I'd be lying, if I kept hiding                                                       the fact that I can't deal                                                      and that I've been dying                                                          for something real
                                                13 beaches — lana del rey
𝙛𝙚𝙖𝙩𝙪𝙧𝙞𝙣𝙜: @rubywxller @thebexwaller @cwrdelia @callthewaves​ @afrozen​
os olhos castanhos encaravam as gaivotas voar em círculos no céu enquanto as ondas do mar a levavam para cada vez mais longe da praia. deitada em sua prancha, nina não se importava quão longe iria ou se teria que nadar muito para voltar. na verdade, não se importar era algo que a definia. ela simplesmente seguia conforme as coisas aconteciam. como um navio a deriva ela estava a mercê da vontade da maré. sua vida entregue às mãos destino e ela parecia não ligar muito para onde iria chegar. à deriva. 
Tumblr media
--- arista! corre, sabidão achou mais um! 
a princesa sereia praticamente pulou com a voz agitada da irmã mais nova. ariel era uma isca para problemas e arista mordia cada uma delas. na verdade, a quinta filha do rei dos mares gostava das aventuras mais do que podia admitir. ainda que se esforçasse para ser responsável, tinha prazer mesmo era em quebrar as regras. manter uma nadadeira no eixo e outra em problemas era algo que ela conciliava impressionantemente bem, ainda que isso a classificasse no meio termo. era certinha demais para ser rebelde e rebelde demais para ser considerada um exemplo na família. 
--- estou indo. --- moveu as barbatanas vermelhas para fora do palácio, tentando acompanhar a irmã até a superfície, mas podia ver o casco enorme do navio a distância. a embarcação fazia sombra e ecos estranhos já que estava vazio. 
em algum lugar por ali havia uma espécie de portal e então, todo o tipo de coisas estranhas apareciam. navios naufragados, homens em alto mar sem nenhum navio por perto ou então navios a deriva. ariel gostava de colecionar objetos, algo que arista tinha em comum apenas que tinha a tendência de se afeiçoar deles quando eles pertenciam a outra pessoa. a caixinha enterrada na areia de seu quarto tinha conchas das irmãs, jóias de sua mãe e cacarecos de todos os tipos que ela não conseguia resistir senão afanar. era o tipo de coragem que normalmente lhe faltava em situações como aquela. enquanto a mais nova corria para tocar a embarcação, arista parou uns bons seis metros de distância.
--- ariel, não chegue muito perto! 
--- ari, não seja boba. sabidão disse que está vazio. vai afundar em poucos dias de qualquer maneira. --- ela revirou os olhos da maneira inconsequente de sempre, e embora a loira quisesse seguir em frente, ela hesitou, mordendo os lábios, movendo as nadadeiras sem sair do lugar. ela sempre hesitava.
Tumblr media
a decisão de morar sem as irmãs tinha sido meio que proposital meio que coincidência. sisi precisava de uma companheira de quarto, nina precisava de um lugar para ficar e não queria parecer dependente da família embora adorasse as irmãs, nunca entendendo muito bem a dinâmica de picuinhas que normalmente as rodeava.
sisi era tranquila, gostava do espaço dela, o que funcionava para a waller. sem perguntas. sem confusão. algo que ela nunca teria se tivesse escolhido dividir o teto com uma das irmãs. quando adentrou a pequena casa, localizada na periferia da cidade, sisi não estava em lugar nenhum, talvez estivesse em seu quarto, no trabalho, era dificil dizer. a waller seguiu para o quarto no lado oposto do da morena e trancou a porta. 
tinha feito de novo. o objeto em seu bolso parecia pesar quarenta quilos, a puxando para baixo, como uma âncora de ferro maciço. mas o papel era completamente ordinário, sequer podia se caracterizar como roubo. era uma entrada de cinema. um que ela não tinha sequer visto e o dia marcado datava da semana passada. mas estava dentro do diário de uma das meninas no roll up! algo como uma souvenir de um primeiro encontro. o papel estava apenas parcialmente para fora do caderno. como que tentando a loira se ela teria coragem de fazer aquilo ou não.  o coração de nina batia quase que em suas têmporas e como num estado de transe, ela puxou o papel, enfiando no bolso da calça e então saiu, deixando o local como uma verdadeira fugitiva. 
ela sempre se perguntava se o costume de afanar coisas tinha origem no fato de que ela queria o objeto ou a sensação que ele causava na outra pessoa. não roubava lojas ou objetos impessoais. talvez ela quisesse sentir algo e na falta, afanar o objeto que significava aquilo era que um prêmio de consolação. um encontro, um emprego, uma universidade, uma roupa de marca… conquistas que ela nunca se dava ao trabalho de conseguir e mesmo assim invejava a sensação. se ao menos ela tivesse coragem ou soubesse o que queria, tudo seria absolutamente mais fácil.
Tumblr media
--- você viu, não viu? aquele arpão? se papai soubesse… --- tentava manter a cara zangada, era tecnicamente mais velha que ariel, tinha que ser responsável por ela, mas o canto de seus lábios teimavam em subir, formando um sorriso incontrolável apenas com a possibilidade de se meter em problema. se o pai descobrisse… ah! que íncrivel seria. era uma sensação agridoce, não queria desapontar, mas queria sentir aquilo. queria experimentar a raiva, despertar algo realmente intenso em alguém. pelo tridente, ela estava realmente enlouquecendo.
arista não pensava muito no que fazer de sua vida. era uma princesa, sua vida estava praticamente definida desde o momento que tinha nascido. mas vez ou outra, principalmente quando a irmã tratava de desobedecer e experimentar uma vida que não lhes pertenciam, a filha de tritão se perguntava o que ela faria se não tivesse uma vida pré-definida? se não fosse princesa e pudesse escolher qualquer coisa o que ela faria? 
--- você se preocupa demais. se você não contar ele nunca irá descobrir. --- o ar de sabida e pedante da irmã era como um consolo e um balde de água fria. realmente. era um segredo e ela era boa em guardar segredos. se ao menos ela tivesse um segredo realmente excitante de guardar.
Tumblr media
vira! vira! vira! vira! 
o hino era ecoado enquanto ela virava uma quantidade absurda de tequila de uma só vez direto do gargalo da garrafa. encontrou os olhos excitados de ruby, wally, bex e delia a encarando do outro lado da mesa improvisada. bex não costumava ir a festas na praia, mas o aniversário de vinte e cinco anos da irmã devia ser motivo o suficiente ou ela não tinha nada realmente melhor para fazer, com bex, era dificil de saber.
a comemoração veio quando terminou de enxugar a última gota ambar do líquido primeiro que a do seu oponente. um grito de guerra que ela se juntou mesmo sem saber o porquê. se juntou as irmãs, rindo, um tanto tonta abraçando-as todas de uma vez. --- a gente deveria ir pro mar. sério. 
ela ignorava que estava de noite e ela estava quase que completamente bêbada. 
--- não, não, nada disso! --- ela não tinha certeza quem que protestou primeiro ou se teve alguma concordância, apenas se lembrava de ter virado a cabeça muito rápido, escorregado na areia fofa e então batido a cabeça no tampo da mesa. e então tudo ficou bastante desfocado e perdendo de cor bem rápido até apagar.
( _ )
os bipes a fizeram acordar primeiro. e então ela percebeu o cheiro muito esterilizado do hospital. as irmãs agora faziam fila na frente da sua cama de hospital. o relógio perto da cabiceira marcava uma e doze da manhã. --- ah não… não acredito que perdi meu aniversário.
--- foi uma festa insana. em todos os trinte e cinco minutos que você aguentou.
nina estava decepcionada consigo mesma, e mesma encarando o cupcake com uma vela ela se sentia bastante desanimada. talvez porque estivesse conectada a um saco de soro e glicose. 
--- feliz aniversário, gia! --- alguém comemorou e ela percebeu, agora que estava sóbria que não tinha realmente algo para comemorar.
--- yeay. --- ela soprou a vela, um tanto desanimada.
13 notes · View notes
jupiterovprsten · 2 years ago
Text
Tumblr media
2 years together
21 notes · View notes